Destacam-se entre a produção agrícola, o cultivo de soja, milho, arroz e feijão, contudo, a principal fonte dos recursos da cidade é a criação de aves de corte.
A avicultura é de extrema importância para e conta hoje com cerca de 450 galpões de granjas, sendo possível o alojamento de até 78 milhões de aves por ano, abrangendo, além de Pires do Rio, os municípios de Orizona, Santa Cruz, Palmelo, Ipamerí e Urutaí.